o problema de uma viagem para o futuro.

Provocada por um dorama em que o protagonista pode viajar para o futuro (Tomorrow with you, a quem interessar), percebi o quão pesado pode ser esse fardo. Achar que pode mudar um acontecimento, de certa forma implica em acreditar que você é onipotente e controla todas as variáveis que culminaram naquilo. Talvez o peso da ansiedade se deva a isso, porém numa escala menor, uma vez que você não presenciou os acontecimentos, apenas (?) ruminou todas as variáveis possíveis segundo o que se tem no agora. Bem, melhor não pensar tanto sobre o quê é mais pesado que o quê. Temos uma perspectiva humana para tudo que nos rodeia, segundo conhecimentos baseados em outras perspectivas humanas de épocas passadas; e num escopo menor ainda, temos uma perspectiva pessoal, o que limita mais ainda o que se “sabe”, mas também é o que nos torna únicos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s